Contrarreforma, a Reforma Católica (1545-1563)

contrarreforma católica reforma protestante
A Contrarreforma Católica, após do Concílio de Trento, fez reformas internas na própria instituição, também restabelecendo a Inquisição e catequização nas colônias. Créditos: Pasquale Cati / Montagem: Eudes Bezerra.

A Contrarreforma Católica, através do Concílio de Trento, visou reformas internas da própria instituição, também abrindo novos caminhos, como a Inquisição e catequização nas colônias.

Para fazer frente à cisão no mundo católico, provocada pela Reforma [Protestante], a Igreja Católica decidiu agir mais diretamente, a começar pela convocação do Concílio de Trento, em 1545, com o que também parecia atender a antigas reivindicações de setores do clero que propugnavam por mudanças, bem antes de Lutero e os reformadores entrarem em cena.

Os trabalhos do concílio começaram por destacar, especialmente, questões doutrinárias e morais, algumas das quais diretamente relacionadas ao movimento protestante. (MICELI, 2020, p. 85, acréscimo nosso)

Boa leitura!

SUMÁRIO: CONTRARREFORMA CATÓLICA

1. O que foi a Contrarreforma Católica?
2. O que foi a Reforma Protestante?
3. Igreja Católica abalada com a Reforma Protestante
4. Concílio de Trento
⠀⠀4.1 Santa Inquisição
⠀⠀⠀⠀4.1.1 Martelo das Feiticeiras: manual de caça às bruxas e aos hereges
⠀⠀4.2 Catequização nas colônias
⠀⠀4.3 Indulgências e venda de relíquias
Referências

1. O QUE FOI A CONTRARREFORMA CATÓLICA?

A Contrarreforma Católica, também conhecida como Reforma Católica ou somente Contrarreforma, foi a resposta dada à Reforma Protestante desencadeada por Martinho Lutero.

Martinho Lutero, um monte agostiniano alemão, havia divulgado 95 teses através de panfletos a partir do dia 31 de outubro de 1517, que rapidamente desencadearam uma avalanche sobre a Igreja Católica.

A cúpula da Igreja Católica se reuniu para traçar novos rumos da Igreja, visando não apenas diminuir a propagação das religiões protestantes, como garantir a sua própria sobrevivência.

contrarreforma católica concílio de trento
Concílio de Trento, onde se buscou soluções para manutenção da Igreja Católica, assim como as suas próprias ações. Créditos: autoria desconhecida.

2. O QUE FOI A REFORMA PROTESTANTE?

Martinho objetivava a reformulação da Igreja Católica, a qual fazia parte antes de ser excomungado, visto que diversas práticas, como a corrupção e as vendas de cargos do clero e falsas relíquias sagradas.

Martinho elaborou um estudo contundente contra as práticas que considerava nocivas à própria instituição católica.

Contudo, acabou por desencadear um tremendo furacão contra própria igreja, onde o próprio povo, os monarcas e a alta burguesia tomaram proveito.

  • O povo por questionar muito do dito pela Igreja Católica;
  • Os monarcas por não mais desejarem se justificar em seus Estados para uma autoridade externa; e a
  • A alta burguesia por ver como limitante a condenação da riqueza, visto que a própria Igreja Católica era a instituição mais rica do momento.

Da Reforma Protestante nasceram diversas igrejas, como a Anglicana, Calvinista e a própria Luterana.

Reforma católica martinho lutero
Martinho Lutero, o mongo agostiniano difusor da Reforma Protestante. Lutero acabou excomungado pela Igreja Católica e foi perseguido por católicos radicais, conseguindo refúgio na própria Alemanha. Créditos: Lucas Cranach, o Velho.

3. IGREJA CATÓLICA ABALADA APÓS A REFORMA PROTESTANTE

A igreja Católica, que havia sido a instituição mais rica e poderosa da Idade Média, agora tinha sua autoridade contestada por muitos.

Seu pode era reduzido com o tempo, como no caso inglês onde o rei Henrique VIII fundou a Igreja Anglicana rompendo de vez com a Católica e confiscando seus territórios e riquezas na Inglaterra.

O mesmo aconteceu nos principados alemães, que formavam o Sacro Império Romano-Germânico, e em outras regiões.

contrarreforma catequização de índios
Através da catequização nas colônias, principalmente as portuguesas e espanholas, a Igreja Católica buscou novos membros para se manter existente e passível de crescimento. Créditos: “Na Cabana de Pindobuçu”, de Benedito Calixto de Jesus.

4. CONCÍLIO DE TRENTO

O Concílio de Trento, realizado entre 13 de dezembro de 1545 e 4 de dezembro de 1563, buscou soluções emergenciais para conter a Reforma Protestante.

O Concílio de Trento buscou reafirmar a autoridade da Igreja Católica e tomou diversas medidas, tentando se moldar aos novos tempos.

4.1 Santa Inquisição

Uma dessas medidas foi a volta do Tribunal do Santo Ofício, a Santa Inquisição, na qual buscou perseguir os hereges.

Enquanto em alguns países, como os ibéricos, a perseguição ocorria contra judeus e muçulmanos, em outros, como na Alemanha e Suécia, houve uma verdadeira Caça às Bruxas.

4.1.1 Martelo das Feiticeiras: manual de caça às bruxas e aos hereges

O Martelo das Feiticeiras, que seria um manual para identificação de possíveis hereges, sobretudo mulheres.

Milhares de mulheres foram “purificadas” nas fogueiras, principalmente o apogeu da Caça às Bruxas durante os séculos XVI e XVII.

contrarreforma caça às bruxas martelo das feiticeiras
Muitas mulheres inocentes, sobretudo nos países de origem germânica, acabaram nas fogueiras, não antes de muitas serem torturadas para sua “confissão” e estupradas pelos sádicos inquisidores. Créditos: Bessonov Nicolay.

4.2 Catequização nas colônias

Perdendo terreno na própria Europa, a Igreja Católica buscou renovar seus adeptos no chamado Novo Mundo (para os europeus).

Entre as Ordens criadas, encontram-se a Ordem de Jesus, os populares Jesuítas.

4.3 Indulgências e venda de relíquias

A Igreja Católica empreendeu fiscalização e o “encerramento” do dessas questões, que tinham por objetivo o lucro, algo que no seio da própria Igreja Católica já era discutida entre os seus membros.

reforma católica venda de indulgências e cargos no clero
A venda de indulgências, relíquias sagradas e de cargos no clero compuseram palco para grandes ataques à Igreja Católica, que teve que se reorganizar para se manter. Créditos: Augsburg.

Gostou? Então compartilhe esse artigo em suas redes sociais!

Você já conhece a nossa loja, a Vestindo História? Trata-se de uma ótima opção para quem procura por camisetas com frases e imagens históricas!


REFERÊNCIA(S):

BRAICK, Patrícia Ramos; MOTA, Myriam Becho. História: das cavernas ao terceiro milênio. 3ª ed. reform. e atual. São Paulo: Moderna, 2007.
FAUSTO, Boris; FAUSTO, Sérgio (colab). História do Brasil. 14ª ed. atual. e ampl., 2º reimpr. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2015.
MICELI, Paulo. História Moderna. 4ª reimpressão. São Paulo: Contexto, 2020.
SCHWARCZ, Lilia Moritz; STARLING, Heloisa Murgel. Brasil: uma biografia. 1ª ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.
SILVA, Marcelo Cândido da. História Medieval. 1. ed., 2ª reimpressão. Coleção História na universidade. São Paulo: Contexto, 2010.
VINCENTINO, Cláudio; DORIGO, Gianpaolo. História Geral e do Brasil. São Paulo: Scipione, 2002.
WOOLF, Alex. Uma nova história do mundo. São Paulo: M. Books do Brasil Editora Ltda, 2014.
IMAGEM(NS):
Buscou-se informações para creditar a(s) imagem(ns), contudo, nada foi encontrado. Caso saiba, por gentileza, entrar em contato: [email protected]

Autor: Eudes Bezerra

33 anos, pernambucano arretado, bacharel em Direito e graduando em História. Diligencia pesquisas especialmente sobre História Militar, Crime Organizado e Sistema Penitenciário. Gosta de ler, escrever, planejar e principalmente executar o que planeja. Na Internet, atua de despachante a patrão, enfatizando a criação de conteúdo.

Publicações de Eudes Bezerra
Top