Os extravagantes lansquenetes alemães

lansquenetes com armas e instrumentos musicais
Os cinco lansquenetes, de Daniel Hopter, 1530.

Com trajes coloridos, mangas bufantes, chapéus adornados e armas tão extravagantes quanto o conjunto, os lansquenetes alemães foram à guerra e mostraram que não compunham uma alegoria circense. Além do grande número de apetrechos, seus regimentos propiciavam grande espetáculo de bravura durante os embates e, em grande estilo (ou nem tanto), gravaram seu nome na História Militar.

Inspirado no bem-sucedido modelo de infantaria suíço, Maximiliano I, imperador do Sacro Império Romano-Germânico (962-1806) deu vida à infantaria no final do século XV. Apesar da extravagância dos uniformes e da presença de armas de fogo na guerra, os regimentos de lansquenetes (“servos terrestres”) representaram o que de melhor poderia ser feito por uma infantaria da época. Por sua extraordinária organização e disciplina, muitas vezes são considerados os inspiradores dos exércitos modernos.

oitos lansquenetes com armas e instrumentos de comando
Lansquenetes componentes de um exército.
Créditos: autoria desconhecida.

Apesar de serem soldados comuns, eram excelentes. Só as infantarias da Espanha e Suíça poderiam se equiparar. Inclusive, batalhas travadas por suíços e lansquenetes germânicos eram extremamente disputadas, onde cada lado primava por demonstrar sua superioridade – os combates, por vezes, assemelhavam-se a trágicas peças teatrais, visto a extravagância dos uniformes de ambos os lados.

Os lansquenetes se consideravam uma verdadeira “sociedade soldadesca” e, como mandava o figurino, criaram elaboradas cerimônias de iniciação para novos membros, onde a lealdade à companhia encontrava destaque. Seu armamento consistia em alabarda (“lança-machado”), pique (“longas lanças”) e espada chamada de quillons (às vezes chamada de Katzbalger). Não utilizavam escudos.

O termo lansquenete também passou a se aplicar a todos os mercenários alemães que imitassem os uniformes coloridos dos soldados regulares do império, sendo um valioso exemplo de tropas profissionais.

Desenho artístico de um lansquenete
Desenho artístico louvando a categoria alemã em batalha. Créditos: Bitrix Studio.
REFERÊNCIAS:
DARÓZ, Carlos. Personagens da História Militar – Georg Von Frundsberg. Acesso em: 3 ago. 2013.
GILBERT, Adrian. Enciclopédia das Guerras: Conflitos Mundiais Através do Tempo. trad. Roger dos Santos. São Paulo: M. Books, 2005.
NEWARK, Tim. História Ilustrada da Guerra. trad. Carlos Matos. São Paulo: Publifolha, 2011.
IMAGEM(NS):
Buscou-se informações para creditar a(s) imagem(ns), contudo, nada foi encontrado. Caso saiba, por gentileza, entrar em contato: [email protected]
Autor: Eudes Bezerra

33 anos, pernambucano arretado, bacharel em Direito e graduando em História. Diligencia pesquisas especialmente sobre História Militar, Crime Organizado e Sistema Penitenciário (além de tudo que consta no site). Gosta de ler, escrever e planejar. Na Internet, atua de capacho a patrão, enfatizando a criação de conteúdo.

Publicações de Eudes Bezerra
Top