Periodização da História sob o modelo europeu

tabela com a periodização histórica europeia
Periodização da História. Créditos: Cecília Pereira Lopes.

Tradicionalmente, a cronologia histórica da humanidade é dividida em duas grandes partes que se encontram sob os termos Pré-História e História, sendo esta formada por quatro idades — Antiga, Média, Moderna e Contemporânea — e aquela caracterizada como o mais longo período, tendo como seu termo final a invenção da escrita. Contudo, esta periodização é apenas um dos tantos métodos cronológicos existentes no mundo e vem do tempo em que a Europa dominava o planeta (Eurocentrismo).

A fragmentação, como algo inerente à sistematização de qualquer ciência, visa facilitar a compreensão, a reflexão e o estudo aprofundado etc.. Particularmente didática, facilita-se bastante o entendimento acerca da cronologia da humanidade com simples divisões, que normalmente são acompanhadas por um grande juízo de valor.

1. A clássica periodização histórica

A clássica divisão da história que se faz no mundo, sobretudo no Ocidente, é o resultado de um longo período de predomínio da Europa sobre o planeta, quando a influência de diversas nações europeias se fez ferozmente.¨

Indo pouco além, importa ressaltar que o atual “modelo de contagem” é, em suma, importante para a Europa, pois se trata do seu ponto de vista, isto é, representa seus marcos, seus valores etc., sendo, todavia, pouco ou nada interessantes às nações estranhas às “fronteiras” europeias, sejam estas contíguas ou não.

A América, por sua vez, encontra-se essencialmente sob o crivo do modelo clássico de periodização da História em virtude do seu passado colonial.

Podemos dizer que o fato de utilizarmos o calendário cristão resulta de um processo que se originou na conquista da América pelos europeus. Subjugaram-se os povos nativos e suas culturas, trouxeram-se e escravizaram-se diferentes povos africanos, moldando novas sociedades marcadas por esses atos de violência e exploração. O poder passou a ser exercido, inicialmente, por descendentes de europeus sustentados por instituições (sistemas de governo, leis, ideias políticas, justiça, igreja, sistema escolar, etc.), cujo modelo original é europeu. Dessa forma, podemos dizer que o tempo (o calendário, a periodização) que utilizamos são também colonizados. (VINCENTINO; DORIGO; 2002, p. 16)

tabela com eventos históricos importantes
Divisão da História com alguns eventos importantes. Créditos: autoria desconhecida.

2. A Pré-História (ou Proto-História)

A Pré-História (ou Proto-História) é um período mais longo que a História e tem seus termos iniciais e finais de modo aproximado, pois não há exata percepção quanto aos eventos, sendo, assim, concluída para fins didáticos.

2.1 Período Paleolítico (4,4 milhões a.C. – 8000 a.C.)

Também é conhecido como Idade da Pedra Lascada.

2.2 Período Neolítico (8000 a.C. – 5000 a.C.)

Também é conhecido como Idade da Pedra Polida.

2.3 Idade dos Metais (5000 a.C. – 4000 a.C.)

Encontrando seu fim com a invenção da escrita, atribuída costumeiramente aos Sumérios (um dos antigos povos da Mesopotâmia). Este período comporta três subperíodos: Ferro, Bronze, Cobre.

3. A História

3.1 Idade Antiga (4000 a.C. – 476 d.C.)

A primeira era da História. Iniciada aproximadamente em 4.000 a.C., quando se desenvolveu a escrita, tem seu fim assinalado em 476 d.C. por ocasião do fim do Império Romano do Ocidente.

Este período abarca eventos como: a controversa Guerra de Troia; nascimento da filosofia; a Grécia clássica; a República e o Império de Roma; e as Invasões Bárbaras.

Esse período também agrega nomes como Alexandre, o Grande, Aníbal Barca, Júlio César, Cleópatra, Boudica e Átila, o Huno.

3.2 Idade Média (476 d.C. – 1453)

Iniciada após a queda de Roma, tem seus dias contados até o ano de 1453, quando os turcos-otomanos extinguiram o Império Bizantino (antigo Império Romano do Oriente), tomando-lhes sua capital, Constantinopla. Outro evento que às vezes também é apontado é o fim da Guerra dos Cem Anos (1337–1453).

Esse período costuma ser dividido em Alta Idade Média (do século V ao IX) e Baixa Idade Média (do século X ao XV).

Alguns eventos que a Idade Média abarca: o nascimento do Islamismo; a avassaladora Era Viking (iniciada com o assalto ao mosteiro de Lindisfarne e encerrada com a Batalha de Stamford Bridge); a Peste Negra; e as Cruzadas (convocada no Concílio de Clermont).

Esse período também agrega nomes como Saladino, Ricardo Coração de Leão, Frederico Barba-Ruiva, Gêngis Khan e Solimão, o Magnífico.

3.3 Idade Moderna (1453 – 1789)

Marcada por profundas modificações, iniciou-se após a queda da capital do império bizantino, na Batalha de Constantinopla, e se estendeu até o extraordinário ano de 1789, quando a Revolução Francesa mudou os rumos da política global.

Alguns eventos que a Idade Moderna abarca: o Renascimento; o Iluminismo; as grandes navegações; o Descobrimento do “Novo Mundo”; e o início da Primeira Revolução Industrial (exclusividade da Inglaterra).

Esse período também agrega nomes como Luís XIV (o Rei-Sol), François Vatel e Ivan, o Terrível, com seus cães chamados de Oprichniki.

3.4 Idade Contemporânea (1789 – dias atuais)

Propagada como pela mais famosa revolução, a Francesa, onde até os reis da França — Luís XVI e Maria Antonieta — acabaram guilhotinados, a Idade Contemporânea tem seu tempo contado até os dias atuais.

Alguns eventos que a Idade Contemporânea abarca: as Guerras Napoleônicas (ver a biografia de Napoleão Bonaparte), a Segunda Revolução Industrial, o Imperialismo, as duas guerras mundiais (ver início da Primeira Guerra e da Segunda Guerra), atrocidades como o Genocídio Armênio, o Holodomor e o Holocausto, a Guerra Fria, o homem no Espaço e o terrorismo.

Esse período também agrega nomes como Napoleão Bonaparte, Marie Curie, Manfred Von Richthofen (O Barão Vermelho), Adolf Hitler, Simo Häyhä (maior sniper da história), Mahatma Gandhi, Frida Khalo, Albert Einstein e Simone de Beauvoir.

periodização histórica antes e depois de cristo
Divisão de acordo com a crença cristã. Créditos: autoria desconhecida.
REFERÊNCIAS:
RAMOS, Fábio Pestana. Periodização e História. Disponível em: << http://fabiopestanaramos.blogspot.com.br/2010/12/periodizacao-e-historia.html?m=1 >>. Acesso em: 8 ago. 2017.
VINCENTINO, Cláudio; DORIGO, Gianpaolo. História Geral e do Brasil. São Paulo: Scipione, 2002.
IMAGEM(NS):
Buscou-se informações para creditar a(s) imagem(ns), contudo, nada foi encontrado. Caso saiba, por gentileza, entrar em contato: contato@incrivelhistoria.com.br